Logo

Posts Recentes



07 julho 2016

O que deu errado com a música da gordinha?


Participo de alguns grupos sobre Gordofobia e uma das meninas postou o clip dessa música "Ela é gordinha MAS é minha'' e eu confesso que já fiquei incomodada só de ler o título da canção.

Por que o uso do mas? Ser gorda é uma coisa "tão ruim'' que o cara tem que te amar apesar disso?

Dei o click no clipe e parecia um filme de terror. Em primeiro lugar, uma música que deveria ser supostamente uma "homenagem'' às mulheres gordas e não tem uma gorda no clipe. É só uma animação.





Vamos ver o que tem de errado na letra dessa canção maravilhosa -sqn.

“Ela tá fora do padrão que você quer

Mas eu gosto dela assim
Ela não faz seu tipo de mulher
Mas é fora do normal pra mim”

Mas assim, no caso, a gente não queria ser "fora do normal'', o que a gente busca é respeito, representatividade, sabe? Ser igual a todo mundo.

 “Ela não anda, não malha, não corre”

Epa, pera lá. Quem disse que gordx não se exercita? Eu faço zumba e inclusive meu professor da Technofitness da manhã é gordo. Já tive professora de ginástica localizada e gorda. Isso só reforça os esteriótipos de que a gorda é sedentária, preguiçosa, descuidada. Existe gordo que não se exercita? Sim, assim como conheço vários magros que não tem disposição pra correr nem 2 minutos. E essa afirmação desencoraja muitas pessoas a praticar exercícios porque sentem que a academia não é o lugar delas.



Jessamyn Stanley, maravilhosa, quebrando esteriótipos. 

“Mas ela se cuida como ela pode”

Assim, né? Meio pombo. Se cuida como pode. Ela é gorda, mas passa um batonzinho pra dar uma compensada.

Não quer saber de malhação, ela tá linda”

Vou nem comentar de novo sobre a malhação. Okay, eu entendi que eles quiseram dizer que ela está linda do jeito que está. Mas, nas entrelinhas, significa "apesar de gorda é bonita''.  As pessoas podem ser lindas e gordas. Entendeu a diferença? Todos os corpos são bonitos.



Vai comigo pro boteco mas não vai pra academia”

Porque a gorda é sempre a divertidona, a alegre, a mulher que topa qualquer parada e a magra você tem que tratar cheia de dedos. Afinal de contas, a gorda precisa compensar o fato de ser gorda com a simpatia, não é mesmo? 


“Ela é gordinha mas é minha, eu não troco por nada

Quando sai comigo ela arrasa na balada
Ela é gordinha mas é minha, tem gente querendo
Olha que sucesso minha gordinha tá fazendo”

E novamente a chuva de mas para justificar o fato dele estar fazendo o favorzão de estar pegando a gorda. 




Ai, cansei. 

Quero deixar claro que o post não é contra essa dupla. A música tinha tudo pra dar certo, contudo, todavia, entretanto, MAS o tiro saiu pela culatra. Muitas meninas foram reclamar na página no facebook deles e nem fizeram questão de fazer uma retratação e um pedido de desculpas.


E o que vocês acharam dessa música? Falem aí nos comentários.






17 junho 2016

Como foi crescer sendo uma criança gorda

Eu acho que comigo tudo começou com a Barbie: linda, loira, magra, alta, olhos azuis e eu me lembro de pedir a Deus para acordar parecida com ela. Nos filmes da Disney, nenhuma das princesas é gorda. Você não se enxerga em lugar nenhum.



A gente vai crescendo um pouquinho mais, e a família já começa a botar pressão. Eu tenho uma tia que toda vez que ela me via, e isso desde criança, ela tinha a necessidade de tecer algum comentário sobre meu corpo e que eu tinha que emagrecer e isso me fazia ME odiar. Eu tinha vontade de chorar toda vez que eu encontrava com ela.


Como se não bastasse a falta de representatividade de gordos na mídia, os apelididinhos maldosos na escola, você é obrigada a escutar esse tipo de coisa também dentro da sua família porque estão todos preocupados com sua "saúde''.

Eu sempre fui muito comunicativa, mas eu não gostava de fazer educação física, de dançar, de jogar queimada por me achar desengonçada. Quanto eu perdi por vergonha do meu próprio corpo.

Eu cresci pensando que tudo que eu queria na vida era ser magra, mas na real mesmo, tudo que eu queria era ser aceita pelo que eu sou. Eu estou realmente cansada de ficar tentando me adequar numa sociedade que não importa, você nunca é boa o bastante. 

A vida curta demais pra passar se odiando.


16 junho 2016

Hidratação Bomba de Café


Oi gente! Eu estava com o cabelo bem curtinho há um ano atrás e enjoei porque eu não aguento ficar com o mesmo corte por muito tempo, né? Estou tentando de tudo pra sair desse ''limbo" entre cabelo curtinho e médio e resolvi testar essa hidratação bomba de café que ajuda a acelerar o crescimento dos fios.



Ingredientes:

1 colher (de sopa) de pó de café solúvel
1 colher (de sopa) de bepantol
1 colher (de sopa) de azeite de oliva
2 colheres (de sopa) de creme de hidratação

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes, até formar uma mistura homogênea.

Como faz???

 Lave os cabelos com um xampu de sua preferência.
 Enxugue com uma toalha para retirar o excesso de umidade.
 Aplique a misturinha mecha por mecha do cabelomassageando bem.
 Cubra com uma touca ou sacola plástica e deixe agindo por 20 minutos.
 Enxague bem e aplique o condicionador.

Obs: Pode ser que você fique cheirando a bala butter toffee por algum tempo. 


11 maio 2016

Artista cria ilustrações como protesto contra a gordofobia

Que gordo nunca passou por uma situação de preconceito? Apelidinhos na escola, pessoas que se acham no direito de opinar sobre nosso corpo e dar dicas de dieta sem nem serem chamadas,  olhares maldosos quando estamos comendo alguma coisa na rua, falta de representatividade na mídia.


Cansada dessa situação, a artista Rachele Cateyes resolveu usar sua arte para provocar a sociedade e atentar sobre a gordofobia.

“Mulheres gordas são transformadas em memes, temos nossas imagens roubadas e usadas em anúncios de empresas de dieta, somos photoshopadas para parecermos magras, recebemos ameaças de estupro e morte e somos assediadas online”, disse ao Huffington Post a artista, afirmando ainda que tudo isso é feito sob o pretexto de as pessoas estarem preocupadas com sua saúde – será mesmo?








Rachele afirma que a intenção do projeto foi transformar as palavras negativas direcionadas às pessoas gordas em algo positivo: “Amo o ativismo radical e a reapropriação de palavras. Vi uma oportunidade para tirar um pouco do poder de volta para os gordos”, explicou.



09 maio 2016

Coca Cola Verde chega ao Brasil com versão em stevia e menos açúcares


A Coca-Cola vai lançar junho no Brasil uma versão verde do refrigerante com 50% menos açucares, misturando o açúcar normal com stevia, um adoçante de origem natural.


O produto já existe em 25 países e no Brasil vai ser lançado com uma fórmula recém desenvolvida.

“Na Coca-Cola Brasil, trabalhamos constantemente com inovação no nosso portfólio, para que o consumidor tenha mais opções de bebidas para seus diferentes estilos de vida e momentos do dia. A Coca-Cola com Stevia e 50% menos açúcares faz parte desse esforço. Sabemos que a indústria tem que fazer sua parte para incentivar o consumo de produtos com menos açúcares”, afirma o vice-presidente de Marketing da Coca-Cola Brasil, Javier Rodriguez. “O lançamento também está em linha com a estratégia global de marca única, que unifica a comunicação de todas as versões de Coca–Cola para aproveitar a força da marca”.


 O produto faz parte do compromisso da empresa em diminuir o consumo de açúcar "sem abrir mão de tomar refrigerante". Mas cá pra nós, né gente?

Eu sou otimista, acredito mesmo que as pessoas estão se conscientizando e tentando cuidar mais da saúde e a coca cola é uma das bebidas que contém mais açúcar no mundo. Versão mais saudável? Sei não.



Dicas de como usar vestido jeans

Oi gente! Não sei se vocês tem reparado a explosão em massa dos jeans nas lojas: jaquetas, croppeds, calças de cintura alta, coletes e vestidinhos, principalmente em formas de camisetas ou chemisier.


Eu curto bastante porque além de práticos e confortáveis, dão um charme e um ar despretensioso aos looks. Além de ser uma peça coringa no armário, porque combina com várias coisas, inclusive outros itens jeans. Se você for uma pessoa mais básica, pode apostar em deixar só o vestidinho em evidência sem grandes complementos. 

As vantagens do vestido jeans são essas: quer uma uma pegada mais boho? Invista em acessórios, como chapéu e até uma bolsa de franjas, ou uma pegada mais street com tênis esportivos. É uma peça super democrática que vai bem com tudo.

É possível marcar a cintura com cintos ou com uma camisa amarrada na cintura, mas se quiser usar soltinho também é válido.





Onde encontrar vestidos jeans?

Flaminga, Posthaus, Lojas Renner.


Sobre depressão



Oi gente! Sim, eu sei que faz um tempo que eu não posto aqui. Eu fiz um post em fevereiro sobre cobranças internas e preciso ser completamente honesta com vocês. 

Minha vida inteira, eu alimentei o sonho de fazer uma cirurgia plástica e que depois que isso acontecesse ''minha vida iria mudar'' e isso não é um motivo certo para se fazer uma cirurgia plástica, assim como emagrecer achando que todos os seus problemas irão se resolver quando ficar magro não é. Sabe as estrias em cima do umbigo? Elas continuam ali. Os seios separados continuam um pouco separados porque meu tronco é largo, fazer o que? E por mais que eu tente me amar, me emponderar e me desgarrar dessas amarras, eu alimentei essas expectativas desde muito nova e o que aconteceu? Frustração.

Pensar que uma coisa externa vai ser a razão da felicidade é uma ilusão tão grande, sabe? E é tão difícil se desvencilhar disso. 

E outra coisa que o médico me disse é que a sensibilidade dos seios começa a voltar após 6 meses de cirurgia e comigo não aconteceu até hoje e olha, desculpa a expressão, mas isso é uma coisa foda de lidar. Isso dá uma abalada na nossa vida, será que vocês me entendem. 

Juntando o fato da frustração com a cirurgia tem a crise que estamos passando e o final de 2015 e 2016 estão sendo bem difíceis pra mim como profissional autônoma. Eu achava que já estaria com a vida muito bem resolvida aos 27 anos.

Esse conjunto de coisas colaboraram para que eu ficasse deprimida.


Comecei um ciclo de auto depreciação e auto piedade, não tinha motivação pra coisa nenhuma e minha vontade era ficar deitada o dia inteiro e era o que eu fazia. É uma preguiça pra fazer a unha, para se arrumar, para tudo. Sabe o que é estranho? Muitas pessoas acham que  depressão é só uma tristeza profunda e pelo menos o que eu senti é muito mais que isso, é  uma um sentimento de apatia, até ir na padaria é um esforço enorme. 



Meu namorado que me deu um apoio para reagir e procurar ajuda. Eu estou fazendo tratamento com medicação e comecei um tratamento com acupuntura. Eu estou me sentindo um pouco melhor, mas é todo um processo.

E eu tenho consciência que é uma doença, mas mesmo assim a gente tem que tirar uma força de dentro da gente e tentar dar o primeiro passo.


São sintomas de depressão

  • Humor depressivo ou irritabilidade, ansiedade e angústia
  • Desânimo, cansaço fácil, necessidade de maior esforço para fazer as coisas
  • Diminuição ou incapacidade de sentir alegria e prazer em atividades anteriormente consideradas agradáveis
  • Desinteresse, falta de motivação e apatia
  • Falta de vontade e indecisão
  • Sentimentos de medo, insegurança, desesperança, desespero, desamparo e vazio
  • Pessimismo, ideias frequentes e desproporcionais de culpa, baixa autoestima, sensação de falta de sentido na vida, inutilidade, ruína, fracasso, doença ou morte.
  • A pessoa pode desejar morrer, planejar uma forma de morrer ou tentar suicídio
  • Interpretação distorcida e negativa da realidade: tudo é visto sob a ótica depressiva, um tom "cinzento" para si, os outros e o seu mundo
  • Dificuldade de concentração, raciocínio mais lento e esquecimento
  • Diminuição do desempenho sexual (pode até manter atividade sexual, mas sem a conotação prazerosa habitual) e da libido
  • Perda ou aumento do apetite e do peso
  • Insônia (dificuldade de conciliar o sono, múltiplos despertares ou sensação de sono muito superficial), despertar matinal precoce (geralmente duas horas antes do horário habitual) ou, menos frequentemente, aumento do sono (dorme demais e mesmo assim fica com sono a maior parte do tempo)
  • Dores e outros sintomas físicos não justificados por problemas médicos, como dores de barriga, má digestão, azia, diarreia, constipação, flatulência, tensão na nuca e nos ombros, dor de cabeça ou no corpo, sensação de corpo pesado ou de pressão no peito, entre outros.

As doenças psicossomáticas são o mal do nosso século, se você tem alguns desses sintomas acima, converse com alguém, procure um tratamento médico. Você não precisa passar por isso sozinho, tudo bem?

Enfim, eu vou ficando por aqui. Se você tem ou já teve depressão, comente aí embaixo o que te ajudou a sair dessa.

Beijinhos e até mais.