Logo

Posts Recentes



02 setembro 2016

Sobre pessoas tóxicas

Existe uma grande diferença entre pessoas que estão enfrentando uma fase ruim, essas pessoas a gente tem que dar carinho, amor e escutar, para pessoas que tem um comportamento temperamental tóxico.



Vocês podem reparar que, as pessoas tóxicas, usam das suas oscilações de humor para manipular e intimidar. Suas atitudes são extremamente egoístas. Elas conseguem envolver todas as pessoas em seus dramas. E não importa o que aconteça, elas sempre vão se vitimizar, elas gostam disso, principalmente, se estiver alguém disposta a ouvi-las.

E sinceramente, vocês já têm muita coisa para administrar: trabalho, família, faculdade, vida amorosa, vida social e eu acho que já tá de bom tamanho, né? Ninguém precisa de mais um problema.

Eu sei que a maioria das pessoas tem um botão de culpa muito grande e tem receio em se afastar, mas a única coisa que essas pessoas trazem é desgaste emocional.

Lição de hoje é: devemos dar apoio a quem precisa, mas se alguém está no fundo do poço, dê a mão, mas se ela não quiser sair, larga e corre, antes que ela te puxe para baixo.


01 setembro 2016

Enruivei e agora?


Oi meninas! Não sei se a senhoras sabem, mas eu voltei pro time das raposinhas. Pois bem, eu fiquei ruiva.





Eu já tive por muitos anos o cabelo vermelho, porém acobrear o cabelo é uma mudança maior em todos os sentidos. E para não dizer que eu estou só falando por mim, eu contei com a ajuda das garotas do grupo Amor acobreado e copilei algumas mudanças que podem acontecer na sua vida, caso você resolva virar uma raposinha também.



Não vou entrar ainda em rotina capilar e cuidados com a manutenção de cor, ok? Só uma geral mesmo.


1) Seu cabelo é seu maior acessório.

E tem coisas que você sente que não "ornam" com ele, como por exemplo, uma blusa laranja ou vermelha. Eu que sempre fui muito colorida, passei a usar tons mais neutros. Eu nunca amei tanto cinza, branco e preto na minha vida. Parece que o cabelo já dá conta do recado.

Mariana Rosa diz: "Depois que eu fiquei ruiva, não uso mais estampas, não consigo usar blusa rosa."

Mas também há quem discorde e passou a abusar de um universo novo de cores.

Carla Miranda diz:  "Eu vivia usando roupa de cores neutras - bege, marrom claro, preto, cinza, branco - por questões abusivas. Fui tratar essas cores em mim e tudo foi mudando. Meu cabelo se destaca, mas nada que não se possa harmonizar. ''

2) O blush vira presença constante.

Não vou mentir, mas esse tom de cabelo tende a deixar a gente mais pálida. Então, o blush já dá aquela levantada no visual e dá uma aparência mais saudável ao rosto. Apesar de que naquela foto estou meio avermelhada, eu tendo a usar tons mais terrosos de blush.


Adinalva diz: "O blush rosa foi pra minha filha! Comprei uma máscara de cílios urgente pra ver se alguém olhava para meus olhos e esquecia um pouco o cabelo e não ando mais sem make.''


3) Os cuidados com a sobrancelha.

Eu só dava uma limpadinha na sobrancelha e pronto cabô, saiu de casa. Eu nem corrigia a sobrancelha. Hoje, eu tenho o cuidado de corrigir e preencher as sobrancelhas com sombra para ficar bonitinha. 

Anrieli Beux diz : "Mudei o modo de corrigir a sobrancelha, antes era lápis, e agora pinto e corrijo com sombra. Sinto necessidade de rímel para disfarçar os cílios naturalmente pretos, e pra mim faz sentido. "

4) Todo batom fica bapho.

O batom parece que destaca muito mais no cabelo ruivo. Batom marrom fica maravilhoso, batom roxo fica maravilhoso, batom vermelho fica maravilhoso, batom rosa fica mara, todas as cores ficam lindas, mas eu tenho uma ressalva com batons claros. Não consigo mais usar. Então, se você gosta de batom, se joga no cabelo ruivo que você vai ser muito feliz.

Vitória Wagner Arnold diz: '' Não conseguir sair mais sem make, fato! Mas hoje preciso usar menos quantidade de make pra me sentir poderosa, só uma pele bem feita, rímel e batom basta, aliás todo batom destaca em ruivas, é muito amor ''.


5) Sua auto-estima vai às alturas.

Eu passei a me achar muito mais bonita, a querer me cuidar mais, depois que eu mudei a cor do meu cabelo. É muito estranho como uma simples mudança capilar pode atingir outras esferas da sua vida.


Blivia Storto diz: "Primeiro de tudo foi a auto estima, que foi lá na estratosfera. mudou minha rotina de cuidados que eu praticamente não tinha uma, passei a pensar muito mais nas cores das minhas roupas, e as maquiagens mudaram as cores também, melhores mudanças da vida. "


E teve gente que realmente se encontrou e passou a ser mais auto confiante.

Carla Miranda diz: '' Me sentir a minha cara - eu sentia que era a "vaidade" que me faltava, as pessoas dizem que é a minha cara assim ruiva.''


Pois bem, gente, se essa era a falta de incentivo que te faltava, pode se jogar sem medo porque é muito divertido. E não tem essa de tom de pele não. O importante é você se sentir bem e não deixar de fazer o que tem vontade por cagação de regra das pessoas.

E essas mudanças são bem subjetivas, tá? 

Tem gente que continuou usando estampa, tem gente que mantem a sobrancelha escura e que continua com os mesmos tons de make. Tem até raposinha que não curte usar maquiagem. Eu só copilei o que a maioria do grupo disse e que combinava com o que passou comigo.  

Um beijo e até mais.






07 julho 2016

O que deu errado com a música da gordinha?


Participo de alguns grupos sobre Gordofobia e uma das meninas postou o clip dessa música "Ela é gordinha MAS é minha'' e eu confesso que já fiquei incomodada só de ler o título da canção.

Por que o uso do mas? Ser gorda é uma coisa "tão ruim'' que o cara tem que te amar apesar disso?

Dei o click no clipe e parecia um filme de terror. Em primeiro lugar, uma música que deveria ser supostamente uma "homenagem'' às mulheres gordas e não tem uma gorda no clipe. É só uma animação.





Vamos ver o que tem de errado na letra dessa canção maravilhosa -sqn.

“Ela tá fora do padrão que você quer

Mas eu gosto dela assim
Ela não faz seu tipo de mulher
Mas é fora do normal pra mim”

Mas assim, no caso, a gente não queria ser "fora do normal'', o que a gente busca é respeito, representatividade, sabe? Ser igual a todo mundo.

 “Ela não anda, não malha, não corre”

Epa, pera lá. Quem disse que gordx não se exercita? Eu faço zumba e inclusive meu professor da Technofitness da manhã é gordo. Já tive professora de ginástica localizada e gorda. Isso só reforça os esteriótipos de que a gorda é sedentária, preguiçosa, descuidada. Existe gordo que não se exercita? Sim, assim como conheço vários magros que não tem disposição pra correr nem 2 minutos. E essa afirmação desencoraja muitas pessoas a praticar exercícios porque sentem que a academia não é o lugar delas.



Jessamyn Stanley, maravilhosa, quebrando esteriótipos. 

“Mas ela se cuida como ela pode”

Assim, né? Meio pombo. Se cuida como pode. Ela é gorda, mas passa um batonzinho pra dar uma compensada.

Não quer saber de malhação, ela tá linda”

Vou nem comentar de novo sobre a malhação. Okay, eu entendi que eles quiseram dizer que ela está linda do jeito que está. Mas, nas entrelinhas, significa "apesar de gorda é bonita''.  As pessoas podem ser lindas e gordas. Entendeu a diferença? Todos os corpos são bonitos.



Vai comigo pro boteco mas não vai pra academia”

Porque a gorda é sempre a divertidona, a alegre, a mulher que topa qualquer parada e a magra você tem que tratar cheia de dedos. Afinal de contas, a gorda precisa compensar o fato de ser gorda com a simpatia, não é mesmo? 


“Ela é gordinha mas é minha, eu não troco por nada

Quando sai comigo ela arrasa na balada
Ela é gordinha mas é minha, tem gente querendo
Olha que sucesso minha gordinha tá fazendo”

E novamente a chuva de mas para justificar o fato dele estar fazendo o favorzão de estar pegando a gorda. 




Ai, cansei. 

Quero deixar claro que o post não é contra essa dupla. A música tinha tudo pra dar certo, contudo, todavia, entretanto, MAS o tiro saiu pela culatra. Muitas meninas foram reclamar na página no facebook deles e nem fizeram questão de fazer uma retratação e um pedido de desculpas.


E o que vocês acharam dessa música? Falem aí nos comentários.






17 junho 2016

Como foi crescer sendo uma criança gorda

Eu acho que comigo tudo começou com a Barbie: linda, loira, magra, alta, olhos azuis e eu me lembro de pedir a Deus para acordar parecida com ela. Nos filmes da Disney, nenhuma das princesas é gorda. Você não se enxerga em lugar nenhum.



A gente vai crescendo um pouquinho mais, e a família já começa a botar pressão. Eu tenho uma tia que toda vez que ela me via, e isso desde criança, ela tinha a necessidade de tecer algum comentário sobre meu corpo e que eu tinha que emagrecer e isso me fazia ME odiar. Eu tinha vontade de chorar toda vez que eu encontrava com ela.


Como se não bastasse a falta de representatividade de gordos na mídia, os apelididinhos maldosos na escola, você é obrigada a escutar esse tipo de coisa também dentro da sua família porque estão todos preocupados com sua "saúde''.

Eu sempre fui muito comunicativa, mas eu não gostava de fazer educação física, de dançar, de jogar queimada por me achar desengonçada. Quanto eu perdi por vergonha do meu próprio corpo.

Eu cresci pensando que tudo que eu queria na vida era ser magra, mas na real mesmo, tudo que eu queria era ser aceita pelo que eu sou. Eu estou realmente cansada de ficar tentando me adequar numa sociedade que não importa, você nunca é boa o bastante. 

A vida curta demais pra passar se odiando.


16 junho 2016

Hidratação Bomba de Café


Oi gente! Eu estava com o cabelo bem curtinho há um ano atrás e enjoei porque eu não aguento ficar com o mesmo corte por muito tempo, né? Estou tentando de tudo pra sair desse ''limbo" entre cabelo curtinho e médio e resolvi testar essa hidratação bomba de café que ajuda a acelerar o crescimento dos fios.



Ingredientes:

1 colher (de sopa) de pó de café solúvel
1 colher (de sopa) de bepantol
1 colher (de sopa) de azeite de oliva
2 colheres (de sopa) de creme de hidratação

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes, até formar uma mistura homogênea.

Como faz???

 Lave os cabelos com um xampu de sua preferência.
 Enxugue com uma toalha para retirar o excesso de umidade.
 Aplique a misturinha mecha por mecha do cabelomassageando bem.
 Cubra com uma touca ou sacola plástica e deixe agindo por 20 minutos.
 Enxague bem e aplique o condicionador.

Obs: Pode ser que você fique cheirando a bala butter toffee por algum tempo. 


11 maio 2016

Artista cria ilustrações como protesto contra a gordofobia

Que gordo nunca passou por uma situação de preconceito? Apelidinhos na escola, pessoas que se acham no direito de opinar sobre nosso corpo e dar dicas de dieta sem nem serem chamadas,  olhares maldosos quando estamos comendo alguma coisa na rua, falta de representatividade na mídia.


Cansada dessa situação, a artista Rachele Cateyes resolveu usar sua arte para provocar a sociedade e atentar sobre a gordofobia.

“Mulheres gordas são transformadas em memes, temos nossas imagens roubadas e usadas em anúncios de empresas de dieta, somos photoshopadas para parecermos magras, recebemos ameaças de estupro e morte e somos assediadas online”, disse ao Huffington Post a artista, afirmando ainda que tudo isso é feito sob o pretexto de as pessoas estarem preocupadas com sua saúde – será mesmo?








Rachele afirma que a intenção do projeto foi transformar as palavras negativas direcionadas às pessoas gordas em algo positivo: “Amo o ativismo radical e a reapropriação de palavras. Vi uma oportunidade para tirar um pouco do poder de volta para os gordos”, explicou.



09 maio 2016

Coca Cola Verde chega ao Brasil com versão em stevia e menos açúcares


A Coca-Cola vai lançar junho no Brasil uma versão verde do refrigerante com 50% menos açucares, misturando o açúcar normal com stevia, um adoçante de origem natural.


O produto já existe em 25 países e no Brasil vai ser lançado com uma fórmula recém desenvolvida.

“Na Coca-Cola Brasil, trabalhamos constantemente com inovação no nosso portfólio, para que o consumidor tenha mais opções de bebidas para seus diferentes estilos de vida e momentos do dia. A Coca-Cola com Stevia e 50% menos açúcares faz parte desse esforço. Sabemos que a indústria tem que fazer sua parte para incentivar o consumo de produtos com menos açúcares”, afirma o vice-presidente de Marketing da Coca-Cola Brasil, Javier Rodriguez. “O lançamento também está em linha com a estratégia global de marca única, que unifica a comunicação de todas as versões de Coca–Cola para aproveitar a força da marca”.


 O produto faz parte do compromisso da empresa em diminuir o consumo de açúcar "sem abrir mão de tomar refrigerante". Mas cá pra nós, né gente?

Eu sou otimista, acredito mesmo que as pessoas estão se conscientizando e tentando cuidar mais da saúde e a coca cola é uma das bebidas que contém mais açúcar no mundo. Versão mais saudável? Sei não.